sexta-feira, 12 de junho de 2009

Produção de invertebrados com materiais recicláveis e com fins didático.



Foram produzidos:
  • Porífero(Esponja do mar)
  • Cnidário(Anêmona do mar)


Materiais ultilizado:

  • Porífero: Espumas, emborrachado, garrafa Pet e tintas.
  • Cnidário:Canudo, algodão, tintas e garrafa pet.

Esses animais foram produzidos para serem usados com alunos do ensino medio e fundamental para que estes tenham uma visualização melhor do animal a ser estudado e também que eles possam montá-los, tendo assim uma aula mais dinâmica e ao mesmo tempo construtiva.

Pergunte que o zoobloog responde!!

video

O respectivo vídeo tem o objetivo de responder as dúvidas mais frequentes dos alunos.

Tecnologia e a Natureza
Será que realmente o homem está preocupado com o nosso planeta? Com tanta tecnologia avançada, que muitas delas ajudam a destruir o meio ambiente, e causa tanta modificação no nosso planeta, será que realmente o homem está preocupado? Será que esse robô está pensando o que vai ser daquela borboleta que lutou tanto, passando por tanta fase na sua vida para está ali, vai encontrar uma vegetação colorida ou só vai encontrar uma devastação da vegetação ou seja só cinzas? Esta borboleta se extinta vai haver prejuízos para a flora e para a fauna, pois elas são importantes polinizadores de diversas espécies de plantas. Todos nós temos que fazer a nossa parte e lutar pela preservação do nosso planeta, que a cada dia está sendo destruído pelo homem com sua ganância.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Os insetos sociais e solitários

Sociais:

*Divisão de trabalho, com um sistema de castas envolvendo individuos estéreis auxiliando os que reproduzem;
*Cooperação de todos os membros da colônia para cuidar dos mais jovens;
*Sobreposição de gerações capazes de contribuir para o funcionamento da côlonia.
*Cooperaçaõ na reprodução e divisão de esforços reprodutivos.


Solitários:

São insetos que desenvolveram vida em uma organização colonial, apresentando funcionalidade interdependentes embora serem morfologicamente separados.



A habilidade da colônia em organizar todos os operários pode superar dificuldades que são serias para insetos solitários, como a defesa contra predadores muito maiores ou muito numerosos, ou construção de ninho sob condições desvaforáveis.

sábado, 9 de maio de 2009

A parti de alguns invertebrados houve uma evolução no sistema digestório no sentido do aproveitamento mais eficaz dos alimentos ingeridos, podendo ser uma simples cavidade ou apresentar diferentes órgãos especializados.













Poríferos : Esponjas do mar

*São chamados de poríferos porque possuem poros na parede do corpo.
*Tubo digestivo: Não possuem orgãos
*Tipo de digestão: exclusivamente intracelular

Se alimentam de pequenas partículas em suspensão na água que circula em seu corpo. Estas partículas entram pelos poros junto com a água, caindo no átrio (ou espongiocele) que é a cavidade interna da esponja, As partículas de alimento que ali entram podem ficar retidas no colarinho de células flageladas chamadas
coanócitos, que promovem a movimentação e circulação de água no átrio da esponja, graças à presença de
flagelos. Os coanócitos fagocitam e digerem parcialmente estas partículas, transferindo-as para os
amebócitos. Os amebócitos terminam de digerir as partículas e distribuir por todo o corpo o produto desta digestão. e saem pelo ósculo, uma abertura maior .











Cnidários: Água viva
*São os primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo.
*Tubo digestivo: incompleto (com uma única abertura, a boca)
*Tipo de digestão: digestão intra e extracelular.

Cavidade gastrovascular: Permitiu aos animais ingerirem porções maiores de alimento, pois nela o alimento pode ser digerido e reduzido a pedaços menores, antes de ser absorvido pelas células.

Começa com a digestão extracelular onde o alimento entra pela boca com a ajuda dos tentáculos, cai na cavidade, e vai ser digerido parcialmente pelas enzimas que são liberadas pelas glândulas que estão
na gastroderme ( parede da cavidade) e logo após esses alimentos serão absorvidos pelas células que revestem a cavidade, levando para o resto do corpo completando a digestão intracelular.















Platelmintos: Vermes achatados

*Tubo digestivo: incompleto
*Tipo de digestão: digestão intra e extracelular.
*Intestino é muito ramificado facilitando assim a distribuição dos alimentos entre as células do corpo.
A faringe projeta-se para fora do corpo e suga o alimento levando-o até a cavidade e logo após ao intestino onde possui células secretoras que liberam enzimas digerindo o alimento acontecendo a digestão extracelular. Essas partículas serão absorvidas pelas células digestivas (digestão intracelular) e por fim são absorvidas por difusão pelos tecidos.












Annelidea: Minhoca

*Tubo digestivo: Completo (com duas aberturas terminais, boca e ânus)
*Tipo de digestão: extracelular.

A faringe suga o alimento que cai no papo onde fica armazenado. Na moela ocorre digestão mecânica com a trituração do alimento, e no intestino acontece a digestão química através das enzimas. Os Cecos e a Tiflossole ( que é uma prega intestinal), onde aumenta a parte interna do intestino, assim aumentando a sua área de absorção originando as fezes.
Aplysia. Foto tirada na praia da Pajuçara (Maceió-AL).


Nome popular: Lebre-do-mar.
Nome Científico: Aplysia punctata.



Pertence ao Filo Mollusca, animais caracterizados por terem corpo mole. É o segundo maior grupo de animais em número de espécies. Lesmas, ostras, mariscos, polvos e lulas estão entre os membros mais conhecidos, já sendo observadas portanto, muitas formas diferenciadas de conchas, de tamanhos e de estruturas. São predominantemente marinhos, embora existam espécies de água doce e terrestres, podendo ter vida livre, viver fixos ou enterrados.



Aplysia

Principais características:


  • São moluscos muito semelhantes em aparência às lesmas;

  • Recebe o nome de “lebre” por os dois rinóforos ( São tentáculos sensoriais) enrolados na sua cabeça, serem similares às orelhas de uma lebre;

  • É uma espécie herbívora (Alimenta-se de qualquer tipo de algas);

  • É a única lebre de mar que pode nadar bem, graças aos movimentos ondulantes dos seus parapódios( Como "remos", servem para sua locomoção) ;

  • Possui conha interna;

  • Os jovens são de cor avermelhada, enquanto que adultos varia desde o verde ao marrom, sendo por vezes vermelho e inclusive negro-violeta. De fato pensa-se que a cor de cada indivíduo, em particular, depende da sua alimentação;

  • Possui um líquido de cor púrpura que quando se sentem ameaçadas desprende esta substância de cor branca e violeta, com que afugenta os seus inimigos, não é venenoso.

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/filo-mollusca/filo-mollusca-14.php
http://www.pescador.online.pt/imagens/VINAGREIRA-NEGRA.pdf

terça-feira, 5 de maio de 2009

INVERTEBRADOS




É maior parte dentro do reino dos animais.Há uma grande diversidade quanto à forma, ao tamanho, aos hábitos alimentares, etc.
Os invertebrados são animais que não tem coluna vertebral. Eles foram agrupados em diversos filos. Os principais são: poríferos, celenterados, platelmintos, nematelmintos, anelídeos, moluscos, artrópodes e equinodermos.


Características comuns:

* Podem ser terrestres ou aquaticos;
* São pluricelulares;
* Possuem tecidos especializados;
* Vivem como organismos heterotróficos.


De modo geral suas características são específicas para cada filo e podem ser muito distintas até mesmo dentro do mesmo filo, devido a grande variedade de animais


http://www.animalshow.hpg.ig.com.br/invert.htm